7 dicas para tratar sobre veganismo com família e amigos

7 dicas para tratar sobre veganismo com família e amigos

Pode parecer complicado ser vegano ou vegetariano morando com uma família onívora, mas há alguns meios de facilitar as conversas. Reunimos 7 dicas sobre como ser vegano em um ambiente não-vegano
Pode parecer difícil ser vegetariano morando com pessoas onívoras, mas não é. Aprenda como conversar sobre veganismo com essas 7 dicas:
Texto: 7 dicas para tratar sobre veganismo com família e amigos. Na imagem, um grupo de pessoas está reunido em um evento informal.

Pode parecer um pouco difícil ser vegano quando estamos cercados por pessoas não-veganas. Familiares podem se preocupar com sua alimentação e saúde, os amigos podem ficar chateados com suas restrições alimentares... Uma grande mudança foi feita, e é normal as pessoas estranharem. Sendo assim, é preciso saber como tratar o assunto.

Nós do Portal Vegano sabemos como pode ser complicado explicar para essas pessoas por que você fez essa grande escolha. Muitas vezes nos frustramos por não conseguir fazer com que os outros compreendam a importância do veganismo. Ou até mesmo ficamos irritados com comentários maliciosos sobre nossa alimentação. 

É difícil passar a mensagem com tantas barreiras, mas precisamos aprender a trabalhar esse problema. Pensando nisso, criamos uma lista com dicas para facilitar o seu relacionamento com pessoas onívoras:  

 

LEVE O VEGANISMO ATRAVÉS DA INFORMAÇÃO: 

As pessoas irão se preocupar com você. Sendo assim, você precisa mostrar que não há motivos para isso.

Muitas pessoas não entendem que uma alimentação vegana balanceada é muito mais saudável do que uma dieta onívora. E uma grande parcela sequer sabe o que é o veganismo! 

Por isso, informe-se. E muito. Pesquise nutricionistas, médicos, atletas, dietistas adeptos ao veganismo e mostre que sua dieta é extremamente válida, saudável e que fará bem para você.

Se alguém disser “você ficará fraco se alimentando assim”, mostre estudos que comprovam que pessoas veganas adquiriram maior resistência física, por exemplo. 

 

Aqui vai algumas dicas de pessoas para se inspirar e informar: 

Médicos: 

Dr. Eric Slywitch, CRM SP nº 105.231 (Instagram: @drericslywitch)

Dra. Karla Santone, CRM nº 117.154 (Instagram: @drakarlasantone)

Dra. Renata Cortella, CRM SP nº 191.370 (Instagram: @renatacortella)

Dr. Lucas Caseri, CRM SP nº 117.441 (Instagram: @drlucascaseri)

 

Nutricionistas:

Ale Luglio, CRN 3 6893 (Instagram: @aleluglio)

Thaisa Navolar, CRN 10 3257 (Instagram: @nutrithaisanavolar)

Maria Julia Rosa, CRN 14630 (Instagram: @anutrivegana)

Rafaela Mold, CRN 2-12495 (Instagram: @nutricionistarafaelamold)

 

ALIMENTE-SE ANTES DE EVENTOS: 

Se você já é vegano a algum tempo, provavelmente já utiliza dessa técnica. Mas para os recém veganos, é sempre interessante fazer uma pequena alimentação antes de sair de casa. 

Se preferir, opte por levar um potinho de frutas, nuts, ou um lanchinho vegano ao sair com amigos e familiares não-veganos. 

É provável que você encontre uma ou duas opções veganas no local, mas caso não encontre, mostre que está tudo bem e que você estava preparado. 

E caso você não esteja preparado, fique à vontade para dizer ‘não’. Você não precisa fazer uma palestra sobre veganismo e suas escolhas, apenas recuse com educação. 

 

APRENDA A CONVERSAR:

É claro que queremos falar tudo sobre o veganismo para as pessoas. Ou mostrar como ele é importante. Mas, como explica a psicóloga e ativista Dra. Melanie Joy, você não deve se preocupar com o que falar, e sim com o “como falar”. 

Busque entender os pensamentos dos outros! Entenda suas palavras e como elas podem ser compreendidas. 

Não tente mostrar que está certo porque, consequentemente, isso sugere que o outro está errado.

Compartilhe sua experiência e escute a experiência do outro sem transformar a conversa em um debate. 

 

NÃO FIQUE NA DEFENSIVA:

O objetivo é ganhar o respeito de seus amigos e familiares. Para isso, tenha paciência e esteja disposto a conversar e ouvir. Entenda as preocupações deles e mostre seu lado. E sempre deixe claro que você respeita as escolhas dos outros. 

As pessoas não-vegetarianas também tendem a ficar na defensiva, pois enxergam o veganismo como um julgamento ao estilo de vida delas. É como se, ao dizer que “não consumo nada de origem animal pelo bem do planeta”, você estivesse dizendo “sua alimentação é ruim para o planeta”. 

Mostre a eles que você somente optou por um estilo de vida diferente, e que está tudo bem se ninguém quiser fazer o mesmo (mesmo que você não acredite nisso).

 

VOCÊ NÃO PRECISA TRANSFORMAR NINGUÉM EM VEGANO: 

Sabemos que o mundo seria muito melhor se todos fossem veganos. Mas você não precisa ser aquele que irá fazer as pessoas aderirem ao movimento. 

Conte suas experiências e, se a pessoa estiver interessada, fique à vontade para ajudá-la na transição. Mas caso ela não queira se tornar vegana, não tente fazê-la mudar de ideia.

Forçar uma pessoa no veganismo irá afastá-la mais ainda. Manter uma comunicação saudável é a melhor forma de fazer alguém entender os benefícios de ser vegano. E, se ela estiver disposta, ela se aproximará da ideia no tempo dela. 

 

OS NÃO-VEGETARIANOS NÃO SÃO NOSSOS INIMIGOS:

É óbvio que iremos nos espelhar em quem é vegano, como nós. Mas isso não significa que toda pessoa que come carne é ruim. 

Estima-se que apenas 5% da população mundial seja vegetariana (2019,  BBC). No entanto, 70% da população mundial planeja reduzir ou banir o consumo de carne (2018, Forbes)!

Mesmo que grande parte da sociedade não seja vegana, muitos deles apoiam os valores do veganismo! 

Além disso, muitas dessas pessoas fazem doações para ONGs veganas, são adeptos à Segunda Sem Carne, sustentam filhos veganos... Ou seja, são, de alguma forma, aliados do veganismo. 

Precisamos deles para sustentar nossa causa! 

 

ASSISTA A DOCUMENTÁRIOS: 

Se eles estiverem realmente dispostos a entender suas motivações, que tal assistir alguns documentários juntos? 

Milhares de produções cinematográficos foram responsáveis por transformar pessoas pelo mundo inteiro. 

E mesmo que seus conhecidos optem por não aderir ao movimento, eles certamente vão entender suas motivações depois de assistir um filme que revele a exploração dentro da indústria da carne. 

 

Aqui vão algumas dicas: 

Terráqueos (2005)

A Carne é Fraca (2005)

Paredes de Vidro (2007)

Cowspiracy (2014)

Que Raio de Saúde (2017)

The Game Changers (2018)

Dominion (2018)

M6nths (2019)

 

Optar pelo veganismo é uma nobre escolha pelo bem do planeta e dos seres que habitam nele. Mas também é uma escolha pelo consumo de alimentos naturais e benéficos para o corpo. 

Conscientizar outras pessoas pode ser uma tarefa complicada, mas não é impossível. E quando todos compreenderem a importância, quem sabe, não optarão pela dieta a base de plantas, também? 

 

Por Millena Borges | Criado em: 20/10/2020 | Editado em: 21/10/2020
Millena Borges
Técnica em Controle Ambiental e graduanda em Jornalismo. Vegetariana em transição para o veganismo.
Receba nossas novidades e promoções
Ofertas
Cadastre-se para receber as novidades e compre com descontos!
Atendimento
 (45) 9 9152-6684  sac@portalvegano.com.br  Seg à Sex: 08h às 12h - 14h às 18h